ARTIGO

Demissão é SEMPRE bom!

Por Marcelo Junior, 20 anos de carreira em multinacionais na área de TI e Serviços Financeiros, atualmente fez uma pausa para cuidar da casa e dos 3 filhos, apoiando a esposa numa oportunidade internacional

Ruim é ser demitido sempre e não aprender com isto.

Quantas vezes você ja pediu demissão? E quantas vezes foi demitido? Esta segunda situação traz aquele gosto amargo na garganta, aquele desconforto, revolta e às vezes até um desespero que toma conta da gente.

“Como vou pagar as contas, alimentar minha familia, etc?” 

O fato é que ser demitido é bom. Estou maluco? Não acredito. Prefiro enxergar o momento da demissão como uma…

  • Oportunidade de se reciclar como profissional. Dar um passo atrás e buscar internamente os motivos daquela situação, focando 100% da culpa em si mesmo, sem buscar culpados externos, e a partir daí traçar um plano de ação e melhoria, para tentar não repetir os mesmos erros que o levaram a ser demitido;
  • Oportunidade de se conhecer e ver se realmente aquela profissão ou mercado ainda é pra você ou não. Se você ja foi demitido algumas/várias vezes na mesma posição, talvez seja um sinal. As empresas do setor estão fazendo cortes em massa, pode ser outro sinal;
  • Oportunidade de outra pessoa conseguir se empregar, se houver reposição na sua vaga. A empresa vai buscar outro profissional que tenha mais a ver com as necessidades dela naquele momento e o mercado de trabalho gira;
  • Oportunidade para tirar da gaveta aquela idéia que voce sempre achou que poderia ficar milionário com ela, mas nunca teve coragem ou chance de colocar em prática;
  • Oportunidade para a empresa ou seu gestor se livrar de você, caso você esteja fazendo corpo mole para ser demitido e não perder os 40% do FGTS, seguro desemprego, etc;
  • Oportunidade de você se livrar daquele gestor ou da empresa que te desrespeita, que vai contra seus valores, que é corrupta, etc. Antes de se agarrar a esta oportunidade, volte la na 1a e 2a e refaça o exercício;
  • Entre outras diversas que podem se apresentar neste momento inicialmente ruim.

“Ok, muito bonito isso, mas eu estou velho, tenho 4 filhos e minha esposa não trabalha. Não posso ficar sem trabalhar.” 

Bom, vou contar uma história rápida. Meu pai também teve 4 filhos e minha mãe só começou a trabalhar quando meu irmão mais novo tinha 8 anos. Ele foi carteiro por 35 anos, ganhava pouco, mas nunca nos deixou faltar nada. Chegou a trabalhar em 3 turnos por anos, para garantir que teríamos o que comer e vestir, viver com dignidade. Ele fez o que tinha que fazer. Já a minha mãe começou a trabalhar numa creche. Se formou aos 50 anos e aos 52 terminou o pós, além de cuidar dos 4 filhos e da casa no tempo que lhe sobrava. Ela fez o que tinha que fazer. Ambos tiveram que sair da zona de “conforto” e se reciclar.

Dito isto, faça o que é preciso fazer. Deixe de reclamar da empresa, do seu chefe, do capitalismo, da chuva ou do mundo. Invista em si mesmo, trabalhe dobrado para recuperar o tempo perdido se você não estudou ou se preparou antes. Estude idiomas, busque ajuda com alguém que considere referencia, peça a opinião sincera de um amigo, procure agir de forma diferente pra conseguir resultados diferentes. Não dá para refazer o passado, mas dá sim para construir um futuro melhor. Depende bastante de você, bastante!

Antes que você me pergunte, eu ja fui demitido 2x:

  • Na primeira, em 1997, aos 20 anos. Na época botei a culpa no meu gestor e o amaldiçoei, mas foi importantíssimo para a minha carreira e hoje somos amigos e trocamos muita figurinha sobre carreira, finanças, etc;
  • Em 2014 fui demitido na Oracle, mas eu sabia que ia acontecer. Não queria voltar pra SP e o novo gestor da área queria 100% do seu time no escritório de lá. Trabalhei então até a última 6a feira do trimestre, até depois da meia-noite, até garantir que a ultima ordem de vendas fosse concretizada e o time entregaria o número. Saí da Oracle com os números em dia. Sem ressentimentos. Me deu a oportunidade de empreender!

Claro que cada um sabe onde aperta o calo. Vai ser mais difícil pra uns do que pra outros. Serve pra todos? Não, mas serviu pra mim e acredito bastante nisto!

Escrevi isto a pedido de uma pessoa que demiti e me agradeceu depois. Hoje somos amigos e infelizmente me pediu para não revelar seu nome, pra não ser chamado de puxa-saco.

Fez sentido pra você? Se sim, compartilhe e talvez ajude a outros…